quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Dicas - Ferramentas e Acessórios



Saudações Amigos do Plástico!

Já faz algum tempo que estou querendo publicar um post sobre ferramentas para o plastimodelismo. Então resolvi falar sobre algumas ferramentas que utilizo no hobby para auxiliar aqueles que estão começando e não sabem muito bem o que adquirir.

Vocês irão perceber que a grande maioria dos recursos que usamos para fazer os trabalhos neste hobby vem de técnicas de artesanato, soluções caseiras e improvisações.

Colocarei algumas imagens aqui e comentar rapidamente seu uso em determinadas situações. Mas já deixo registrado que vocês podem usar praticamente tudo que estiver ao alcance para criar os trabalhos em plastimodelismo e se eu fosse descrever tudo que todo mundo utiliza este post ficaria muito grande.

A utilização dessas e de outras ferramentas depende muito de sua criatividade e paciência e por isso podem ser usadas de formas muito variadas.
Então Vamos lá...





Tesouras: Utilizamos principalmente para recortar decalques dos kits e objetos de dioramas como mini cartazes, sinais de placa, etc. Não recomendo usar tesouras para retirar peças da árvore (sprue) do kit pois corre-se grande risco de danificá-las.




Escova de Dentes: Pode ser usada para lavar os kits antes de começar a montá-los ou para remover tinta de um kit que necessite de ser recomeçado.






Estilete de modelismo: Esta é uma das ferramentas que mais utilizamos. Ele é útil para remover peças da árvore, esculpí-las quando necessário, remover as famosas rebarbas de plástico dar acabamento também. É sempre bom lembrar que é uma ferramenta de corte bastante perigosa se manuseada sem responsabilidade. Muito cuidado com estes instrumentos de corte.





Estilete Comum: Basicamente tem a mesma função do estilete de modelismo mas como é maior ele ajuda mais nas tarefas que não necessite de maior precisão. Como também se trata de um instrumento de corte todo cuidado é pouco ao utilizá-lo.




Alicates: Os alicates nos ajudam a cortar peças e aqui vale dizer que os alicates de corte reto são muito indicados para remover peças da árvore sem deixar muita rebarba de plástico para se trabalhar depois.




Fitas adesivas: As fitas adesivas e fitas crepe são muito utilizadas para fazer máscaras para pintura.



Espátulas: As espátulas de dentistas ou de pintura são boas para se misturar tintas e esculpir.



Pinças: Aqui estão ferramentas muito importantes para este hobby. Como se tratam de miniaturas, muitas vezes as peças que manipulamos são muito pequenas e mais complicadas de colar e fixar. Por isso as pinças são excelentes para este trabalho.



Prendedores: Estes prendedores, ou pregadores de roupa são bons para ajudar na colagem de peças como asas por exemplo, auxiliando a mantê-las fixadas na posição correta. Mas aqui vai uma ressalva importante: Dependendo da peça que estiver colando eles podem aplicar uma força muito grande e quebrá-las. Por isso devem ser usado com critério.




Colas: Existem colas específicas para o plastimodelismo. AS colas de modelismo quando aplicadas em duas partes a serem coladas, derretem o plástico e ao juntá-las literalmente as fundem uma a outra. Pode ser usado bonder (cianoacrilato) também mas estas são colas de contato extremamente rápidas e complicadas de corrigir caso algum erro seja cometido. Bonder é mais usado em kits de resina. As colas brancas são muito indicadas para colar partes transparentes do kits, pois não reagem com o plástico, evitando deixá-los com aparência opaca (esbranquiçada) perdendo a transparência.



Tintas: O assunto tintas é muito extenso e polêmico. Neste post não vou entrar em detalhes sobre os tipos e formas de usar. Vocês podem usar tintas acrílicas e de artesanato que podem ser diluídas com água e álcool, podem usar tintas automotivas, indicadas para veículos e aeronaves civis. Tintas esmalte também são largamente utilizadas, foscas ou brilhantes, para pinturas de todos os tipos de temas. Além dessas podem usar guache e tinta a óleo para fazer efeitos sujeira e envelhecimento nos kits.



Potes e Copos: Aqui vai uma dica bastante particular. Depois de usar vários recipientes para manipular e diluir as tintas eu cheguei a um tipo de recipiente que está me servindo muito bem. São estes pequenos potinhos de porcelana, muito usados em hotéis e restaurantes para servir pequenas porções de manteiga por exemplo. Eles são extremamente fáceis de remover tintas que sobram até mesmo secas.




Cotonetes, Agulhas, Palitos: Estes acessórios são bons para ajudar em fixação de peças para pintura, como é o caso dos palitos de sorvete e de dente. Os cotonetes ajudam na limpeza de equipamentos como o aerógrafo ou partes do kit quando está pintando (dependendo da tinta). As agulhas ajudam a fazer orifícios nos kits quando são necessários.





Pincéis: Podem ser usados para pintar kits inteiros mas geralmente são usado para pinturas de detalhes, efeitos de envelhecimento, sujeira, além de serem muito utilizados para pinturas de figuras.



Pipetas Plásticas: São muito boas para dosar tintas e solventes e manter seu trabalho mais limpo e organizado. São indicadas para quem usa aerógrafo. Fica mais fácil transferir porções menores de tinta do pote para o aerógrafo.




Jogo de Limas Pequenas: Este jogo de limas pequenas é bastante barato e útil para serviços mais "pesados" de preparação de peças de kits e para dioramas.






Lixas: As lixas comuns e lixas d'água são muito usadas para dar acabamento em massas aplicadas nos kits. São baratas e você pode comprar várias para ter um bom acabamento: Você pode começar comprando lixas 400, 500, 600 até 2500. Vale lembrar que quanto MENOR o número da lixa mais ABRASIVA ela é. Portanto muito cuidado ao lixar as peças para que não se perca detalhes ou estrague as partes do kit.




Giz Pastel Seco: Muito usados para fazer detalhes finais de sujeira, sinais de envelhecimento e etc. O giz pastel oleoso não é indicado para estes trabalhos, somente o seco.




Aerógrafo: Este também merece um post exclusivo pois existem dezenas de modelos, recursos e centenas de aplicações. Para quem não conhece ele é usado para pintura geral dos kits e detalhamentos também.



Massa Putty: Essas massas são usadas para corrigir falhas e sobras nas montagens entre peças e corrigir detalhes. Vocês podem comprar puttys de modelismo ou usar massas de funilaria para o mesmo trabalho.




Massa Adesiva: Essas massas adesivas da Pritt podem ser usadas para fixar peças para pintura em palitos de sorvete por exemplo. também pode ser usadas para mascarar os kits para pintura. No caso de usar para máscaras alguns cuidados devem ser tomados: Não usar em parte transparente pois elas contém cola e isso pode danificar as transparências. E em caso de mascarar partes pintadas elas podem, ao serem removidas, danificar a pintura que deveria proteger. Não é recomendada mascarar tintas a base de água. E lembrem-se de deixar só aplicá-las depois que a tinta do modelos estiver bem seca.



Bom pessoal... é isso...

Eu sei que muitos modelistas experientes podem dizer que muita coisa foi esquecida, como por exemplo, scribers, máscaras líquidas, ou outras coisas, mas este post é indicado para quem está querendo começar no hobby de plastimodelismo e precisa de algumas orientações para determinadas ferramentas.

Se vocês tiverem novas dicas de ferramentes e utilizações enviem seus comentários e ajudem a enriquecer este post. Compartilhar conhecimento é muito bom para todos.

Abraço e até a próxima!

6 comentários:

  1. Eu uso muito o durepox no lugar da massa putty. Até porque fica melhor para se trabalhar depois de seca, pois a putty pode até encolher e perder volume, voltando a deixar aquelas marcas chatas e indesejadas. o giz paste seco as vezes fica difícil de se encontrar, ou só vendem a caixa com todas as cores (sendo que você não vai usar o rosa, vermelho, roxo). então tenho uma super dica: para envelhecer usem pó de carvão. Isso mesmo! O pó do carvão tem a mesma textura do giz pastel seco e ainda pode ser retirado com água caso venha a errar ( a água não afeta a pintura final). Uma dica para os iniciantes é sempre que puder pegar na internet informações sobre o modelo que vai pintar e montar, pois tem muitas fotos mostrando todo o trabalho passo-a-passo. Ex: se o seu modelo é um f-18 super hornet 1\48 da Revell, então você digita exatamente estas especificações no google e visite vários sites, pois vai encontrar varias imagens de agrado na hora de montar ou pintar seu kit. Use sua criatividade. Os kits não vêm com todos os detalhes de um avião real (fios de eletricidade, de comunicação dentro da cabine...), providencie pequenos e finos fios de cobre para poder fazer os de eletricidade (usados no motor) ou até mesmo derreter o plastico das grades onde as peças vem presas. Esquentando estes plásticos pode se fazer vários tipos de efeitos como os de fio encaracolado de fones de ouvido, basta enrolar em uma chave de fenda pequena e fina para ver o resultado. Os acentos ou poltronas do avião, helicóptero, taque de guerra... Podem recortar um pedaço de pano velho do tamanho do banco e do encosto. Depois é só pintar e colar com cuidado para encaixar em cima certinho. Vai dar um tom mais real ao seu kit. Sempre peguem fotos do modelo real para poder ver detalhes e copiar. Cuidado sempre na hora de colar peças de vidro ou acrílico, pois a cola marca e depois não sai. Não exagere na quantidade de cola, se está usando colas especiais para kits mergulhe um palito de dente no buraco da passagem da cola e depois passe sobre a base da peça que quer colar (não serve para peças maiores como asas ou juntando duas partes do corpo do avião, pois estas devem ter mais colar para ficarem rígidas). Tenha sempre calma, e quando não tiver paciência não coloque nem a mão no kit, pois sempre acaba tendo algo errado que nos deixa frustrados e começa a piorar a situação. Deixe todas as peças colarem ou secarem a tinta durante uns dois dias, pois leva tempo até colar e isso é bom para o trabalho depois. Enquanto estiver secando a pintura, tem que se ter cuidado com os locais onde vai guardar o modelo, pois até mesmo um fio de cabelo pode marcar a pintura e estragar tudo. Se sua casa tem muita poeira, faça o seguinte: após pintar coloque uma tampa de caixa do tamanho do modelo sobre ele, isso evita qualquer coisa cair (inclusive insetos). Tenha certeza de que a tampa também está limpa. Se caso venha errar no seu kit a pintura, NUNCA tente passar solvente para retirar a tinta, pois ele marca e estraga os detalhes. Tente mergulhar a peça em água com sabão em pó e deixar vários dias de molho, e depois é só vir e retirar com um cotonete ou passar de leve a própria unha. Não tenha pressa em terminar seu projeto do modelo, apenas tenha certeza de demorar em todos os detalhes. Espero que tenham gostado.

    ResponderExcluir
  2. Outra dica pra tirar tinta é fluído de freio. Não afeta o plástico e tira com facilidade. Se deixar mergulhado por alguns dias, quando encostar na tinta ela sai dissolvida. O fluído de freio é o melhor

    ResponderExcluir
  3. eu já usei fluido de freio, em um kit revel um P40,a tinta saiu mas o plástico era olive drab e ficou com marcas manchando o kit.Provavelmente pela reação do plástico com o fluido.Já usei também soda caustíca.O resultado também é bom.Com a soda o tempo de mergulho pode variar, pois tem tintas que tingem o plástico.No mais use sempre luvas de borracha,uma velha escova de dentes,e lave com muita agua corrente.E muita paciência.

    ResponderExcluir
  4. Pergunta estranha mas verdadeira: Tenho um modelo que não possuo habilidade para montar, muito menos material para isso. Existe quem possa montar para mim, como um serviço? É claro que vou pagar pelo trabalho.

    ResponderExcluir
  5. Tenho uma pessoa conhecida que monta muito bem, militaria e naval. Caso tenha interesse avise aqui pelo Blog. Abs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...